Imersão 4.0 – Conceitos da Industria

Conceitos de indústria 4.0 são discutidos em Joinville
Evento realizado no Ágora Tech Park reuniu profissionais da indústria e da tecnologia

O que define o conceito de indústria 4.0 e o que se pode fazer para adentrar nesse mundo novo? A pergunta guiou o evento Imersão 4.0, realizado na terça-feira, 28 de maio, no Ágora Tech Park. Profissionais da indústria estiveram reunidos com especialistas a fim de expor as dores identificadas em seus negócios em busca de orientações e soluções.

José Rizzo, da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII) e da Pollux, contou sua trajetória profissional, explicitando a necessidade da indústria em reduzir custo de produção, aumentar a qualidade do produto e da produtividade. “Esses desafios continuam iguais. A diferença é que há 20 anos precisávamos buscar tecnologia fora, hoje temos aqui”, destacou.

Para Tulio Duarte, da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), a indústria 4.0 se baseia na democracia e na colaboração. O objetivo é pesquisar tecnologias que já são utilizadas em grandes empresas para que possam ser implementadas em outras organizações. “Vamos passar pela quarta revolução industrial e precisamos estar preparados para tomar as melhores decisões”, orientou.

Durante o momento de imersão, os participantes da indústria foram convidados a compartilhar dores e dúvidas em um aplicativo. O grupo de especialistas e solucionadores se reuniu para sugerir alternativas e resoluções para as intervenções. Foram recebidas 28 manifestações relacionadas à melhoria do processo produtivo, desenvolvimento acelerado de produtos e novos modelos de negócios. “O evento veio dessa ideia de compartilhamento de percepções, evitando a propaganda e venda de produtos, muito comum em encontros da área”, afirmou Claudio Goldbach, da Termica Perfil Group e também da ABII.

O encerramento ficou por conta da palestra “Indústria 4.0 e Inovação Aberta”, ministrada por Marcelo Prim, gerente executivo de inovação e tecnologia do Senai Nacional. “Temos a oportunidade de reinventar nossos sistemas produtivos e, além disso, ajudar a solucionar problemas globais como a poluição”, ressaltou.

Em estudos, verificou-se que 42% das empresas brasileiras desconhecem os conceitos de indústria 4.0. Aquelas que já incorporaram as novas ideias têm nível de maturidade mais elevado, baseando-se em liderança, governança, gestão da inovação, abertura e colaboração. “A indústria 4.0 permite que as empresas se tornem mais dinâmicas a partir do aprendizado que vem do próprio chão de fábrica”, explicou.

O Imersão 4.0 é uma organização do Cluster 4.0, composto pela Acate Vertical Manufatura, ABII, Abimaq-GTMAV, com o apoio do Ágora, da ACIJ, da FIESC, do Join.Valle, e representantes da UFSC e da Unisociesc, em parceria com a Prefeitura Municipal de Joinville e de empresas associadas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email