Com expansão e conexões com ecossistema, operações no Ágora Tech Park crescem 147% em 2021

[JOINVILLE, 19.01.2022]

Redação SC Inova, scinova@scinova.com.br 

 

O Ágora Tech Park, parque tecnológico localizado no Perini Business Park, em Joinville (SC), inicia 2022 com 94 operações – um crescimento de 147,3% frente a janeiro do ano passado, quando haviam 38 empresas e instituições instaladas. A expansão foi puxada pelos novos prédios inaugurados em março passado, quando o Ágora completou dois anos de atividade no ecossistema de inovação do Norte catarinense.

 

Um dos prédios que iniciaram as operações em 2021, o Ágora MOB, conta com 27 empresas, em um mix de serviços que vão de operações gastronômicas, startups, desenvolvedoras de hardware e negócios consolidados que investiram em espaços e laboratórios de inovação, como Avell, Rogga Empreendimentos, Sanhkya e Transfeera,  entre outras. No ano passado, também foram inaugurados ambientes de tecnologia para saúde, como a farmácia inteligente do grupo Clamed e a Smart Clinic oftalmológica mantida pelo Grupo Opty e o Hospital Sadalla Amin Ghanem – outra instituição da cidade, o Hospital Dona Helena, terá um escritório de inovação no Ágora.

 

O primeiro prédio, Ágora Hub, faz parte da Rede Catarinense de Centros de Inovação e   concentra entidades como ACATE, FIESC, Sebrae, Joinvalle, além da incubadora Softville Ágora, o coworking Ágora Share e empresas do setor de serviços e tecnologia. Ao todo, são 32 operações – com ocupação total. A perspectiva é que seja anunciado ainda em 2022 o projeto de um novo prédio para o complexo tecnológico – no roadmap estão previstos oito prédios em funcionamento nos próximos seis anos. 

 

“O Ágora foi concebido com o propósito de ser um agregador, um conector do ecossistema de tecnologia e inovação da região. Em menos de três anos, agregamos quase 100 operações distintas e complementares que geram oportunidades para um crescimento exponencial de novos negócios: de entidades fortes à universidade federal, empresas estabelecidas e laboratórios de inovação. Estamos consolidando um modelo de cocriação que ainda está no começo da jornada”, avalia Marcelo Hack, CEO do Grupo Perini na América Latina, que administra o parque tecnológico.

 

Também iniciou as operações em 2021 o Ágora DAT, investimento privado de cerca de US$ 10 milhões da Armazém Cloud, que resultou no mais moderno datacenter do Sul do país – e o primeiro a obter certificações TIER III em design e facility, com centro de monitoramento de ciberataques em tempo real. 

 

Mesmo com as limitações impostas pela pandemia, o Ágora manteve uma média de 600 pessoas circulando diariamente e 20 eventos por mês no último trimestre de 2021: corporativos, de comunidades empreendedoras e do ecossistema, como o Encontro da Rede Catarinense de Centros de Inovação e a primeira edição do Summit Cidades, voltado ao desenvolvimento de smart cities e que marcou a inauguração do projeto Smart Street, uma trecho de 400 metros da avenida Fabio Perini, que corta os prédios do Ágora e que está conectada por dispositivos eletrônicos (processadores, sensores, câmeras), plataformas de data analytics, além de uma infraestrutura de transmissão e armazenamento de dados. Em 2022, o projeto deve ganhar novas aplicações ao longo do ano, em parceria com desenvolvedores locais e parceiros externos.

 

“À medida que o parque se expande e atrai novas empresas e iniciativas, vamos construindo um espaço experimental de tecnologia para as cidades, em um ambiente controlado e inédito na região”, explica Emerson Edel, presidente do Instituto Ágora. 

 

PARCERIA COM UNIVERSIDADES E ESPAÇO DE APRENDIZADO 

 

Entre as prioridades do parque em 2022 está o fortalecimento da conexão com as universidades locais. O campus Joinville da UFSC é uma das instituições fundadoras do Ágora Tech Park, localizada ao lado dos demais três prédios, mas serão formalizadas parcerias com outras entidades de ensino, como a Univille/Inovaparq, UDESC e Católica. Em fevereiro, será lançado um programa de imersão e desenvolvimento para professores universitários interessados em atuar em conjunto com o setor de tecnologia e inovação.  

 

Mas há perspectiva de expandir a conexão acadêmica com outras regiões de Santa Catarina, como o termo de cooperação entre Ágora e Pollen Parque Tecnológico, de Chapecó, assinado em outubro passado e que representou uma conexão entre os ecossistemas de inovação do Norte e do Oeste catarinense.

 

Dentro da estratégia de ser um hub de criação e desenvolvimento do empreendedorismo, outra novidade é a inauguração (ainda no primeiro trimestre de 2022) de um laboratório maker em nível industrial, o FabLab Ágora, que contará com ferramentas de robismo e de prototipagem 3D.

 

“Esse crescimento ao longo do ano se deu pela capilaridade e a força das conexões que se criam no ambiente do parque. O próximo passo, em paralelo à expansão das operações e da atração de empresas e projetos de inovação, é trabalhar também a conexão da sociedade e das universidades com o ambiente de tecnologia”, antecipa Ricardo Fantinelli, coordenador de Inovação do Ágora. O parque também sediará encontro das comunidades de artesãos da cidade, de maneira a se consolidar também como espaço de economia criativa. 

 

CRESCIMENTO OPERAÇÕES ÁGORA TECH PARK:

 

JANEIRO 2021 JANEIRO 2022
Ágora Hub – 28

Ágora Share (coworking) – 8

UFSC – 1

ContaAzul – 1

TOTAL: 38 operações

Ágora Hub – 32

Ágora Mob – 27

Ágora Share – 19

Softville Ágora – 12 

Ágora DAT – 1

UFSC – 1

ContaAzul – 1 

FabLab Joinville – 1

TOTAL: 94 operações

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
EnglishGermanItalianNorwegianPortugueseSpanish